Home seta Turismo seta Percursos Pedestres seta Caminhos Vale do Urtigosa
 
PR 2 Caminhos do Vale do Urtigosa PDF Imprimir e-mail
Descrilão do Percurso


O PR2 "Caminhos do Urtigosa" todo ele nas freguesias de Urrô e de Rossas, pode iniciar-se por ser um circuito, em qualquer uma das localidades por onde passa. No entanto, pela proximidade à EN - 224 e pela facilidade de estacionamento junto à Igreja Matriz de Rossas faremos a sua descrição a partir da mesma.

Iniciando então, aqui, a nossa marcha, rumando-se ao lugar de torneiro, depois de atravessado o rio Urtigosa e um dos seus maiores afluentes: o ribeiro Escaiba. Nesta parte do percurso podemos observar moínhos ainda em funcionamento, uma bela cascata no ribeiro, além de uma luxuriante vegetação ripícula, da qual se destaca o feto real.

Image

Depois de Torneiro iniciamos suave subida por um estradão florestal, aparecendo-nos à esquerda. Depois da curva, um trilho que acompanha a antiga e lendária Levada, da qual pouco resta a não ser alguns vestígios de canos enterrados no seu leito.

Seguimos, subindo suavemente, admirando o frondoso bosque de carvalhos, castanheiros e loureiros, entre outros, que acompanha os ribeiros de Escaiba e de Souto Redondo. Chegamos por caminhos cobertos de ramadas, ao lugar de Póvoa. Daqui avista-se maravilhosa paisagem sobre Souto redondo e o vale do rio Urtigosa, com Rossas ao fundo. Campos cultivados, socalcos, castanheiros, carvalhos, cerejeiras, caminhos centenários de calçada marcada por carro de bois, testemunho da sua longevidade. É por eles que seguimos até Souto redondo.

Image

Depois da escola inicia-se a descida para Lourosa de Matos, por um caminho de charneca e depois pelo antigo caminho público.

Em Lourosa de Matos descemos até ao rio Urtigosa, que atravessamos por uma antiga ponte de arco, junto a um antigo núcleo de moer cereal e linho.

Segue-se um caminho tradicional acompanhando o rio para jusante. Após 300m encontramos uma bifurcação: o caminho mais batido pela direita e o caminho mais mal definido - o antigo - pela esquerda, à nossa frente. Vamos por ele, dando-nos conta, de imediato, que ao nosso lado esquerdo corre uma levada de regadio tradicional. Seguimos o caminho e depois o trilho estreito que acompanha a levada. Sem subir nem descer, à sombra fresca dos castanheiros...rapidamente alcançamos o lugar da Cavada e de seguida a igreja de Rossas, que tomamos como ponto de partida. Até breve!

Image

Urrô

Urrô provém de orriolo ou arriola que significa pequeno vale. Atravessada pelos rios Arda e Urtigosa, a freguesia de Urrô estende-se pela encosta da serra da Freita, tendo bem lá no alto a aldeia do Merujal, próxima da qual se ergue a secular Capela da Sra. Da Laje. Em Urrô fica o chamado "Couto do Muro", cume do que se julga ser uma importante estação arqueológica. No alto do serro, o coto tem três plataformas. Na base, encontram-se, com designações de si significativas, os lugares da Cividade e de Campo de Abade.

Rio Urtigosa

Nasce na freguesia de Urrô de um conjunto de riachos que escorrem da encosta norte da Freita. Correndo no sentido Sul - Norte, entra na freguesia de Rossas onde desagua, depois de se juntar ao Escaiba, no Rio arda, afluente do Douro. O Urtigosa é marginado por vegetação abundante, onde predomina o Salgueiro, o amieiro, o choupo e o castanheiro e por velhos moinhos de moer cereal, alguns deles ainda em actividade.

Rossas

De Rossas se diz que provém do latim ruptas - terras desbravadas e arroteadas para se tornarem férteis. Cercada por montanhas, Rossas é também atravessada, no seu vale mais populoso, pelos rios Arda e Urtigosa. No centro desse vale encontra-se a Capela de Nossa senhora do Campo, onde anualmente, com grande participação de devotos, se realizam as respectivas festividades.
Os limites da freguesia encontram-se demarcados  com marcos em pedra com a cruz de Malta gravada.
A Igreja Matriz, belo exemplar de construção granítica, tem características românicas. O corpo actual parece datar da Segunda metade do séc. XVI.

Partida e Chegada: Igreja Matriz de Rossas

Âmbito: Desportivo, cultural, ambiental e paisagístico

Tipo de Percurso: De pequena rota, por caminhos rurais, tradicionais e de montanha

Distância a Percorrer: 11 kms em circuito

Duração do Percurso: Cerca de 4 horas

Nível de Dificuldade: Baixo/Médio

Desníveis: um desnível ascendente e um descendente, ambos moderados

Altitudes: Rossas (247m); Póvoa (500m); Souto Redondo (465m); Lourosa de Matos (400m);

Época Aconselhada: Todo o ano, especialmente no Verão, sendo 80% do percurso feito à sombra

 
 
 
Regeneração Urbana
 
Em Arouca Acontece
 
Blogue do Ambiente
 
Portal SIGA

 
Arouca no Google Earth

 
Inquérito online
 
 
 
© Câmara Municipal de Arouca | Desenvolvido por [+|-] Energica