Home
MUNICÍPIO AVANÇA COM EXPERIÊNCIA-PILOTO NA ÁREA DA NUTRIÇÃO NA ESCOLA BÁSICA SERRA DA VILA, MANSORES

Image

Chama-se “Escola de Pais Saudáveis” e é o título do projeto-piloto que a Câmara Municipal de Arouca irá implementar na Escola Básica 1 de Serra da Vila/Jardim-de-Infância de Casal (Mansores).

Desenvolvido em estreita articulação com a toda a comunidade escolar, incluindo a associação de pais e encarregados de educação daquele estabelecimento de ensino, este projeto tem como objetivo sensibilizar os pais para a educação alimentar dos filhos, tornando-os ainda mais responsáveis e ativos na promoção de uma alimentação saudável, nomeadamente no que diz respeito aos lanches escolares.
 
Integra 4 sessões mensais, que decorrem de março a junho, e que vão trabalhar temáticas como a alimentação saudável e a importância do pequeno-almoço e dos lanches escolares (ver calendarização abaixo).

Para além das sessões, vão ser distribuídas gratuitamente 1 vez por semana, 2 peças de fruta às crianças, de modo a estimular o consumo de fruta, a todos os alunos do pré-escolar e 1.º Ciclo do Ensino Básico, incluindo-o num dos lanches escolares, a começar já a 6 de março. As frutas são provenientes do Mercado Local (Arouca Agrícola), numa lógica de sustentabilidade e valorização dos produtos e produtores locais. Caso esta iniciativa decorra com o sucesso que se espera, o objetivo é estendê-la aos restantes estabelecimentos de ensino, aderindo ao programa de regime de fruta escolar do Ministério da Educação.  

A Escola Básica 1 de Serra da Vila/Jardim-de-Infância de Casal (Mansores) foi selecionada por aqui se ter verificado uma prevalência do excesso de peso em 50% das crianças, de acordo com os resultados do estudo “Obesidade em crianças do pré-escolar e 1.º ciclo de Arouca”, efetuado em 2014. O fator populacional também foi tido em consideração, pois, sendo uma escola de menor dimensão, facilita o desenvolvimento de um projeto em fase 0, como é o caso desta experiência-piloto, que se espera poder vir a ser alargada a outros estabelecimentos de ensino locais, no futuro.

Para a Presidente da Câmara Municipal de Arouca, Margarida Belém, este é um projeto que ilustra o que deve ser a ação do Município. “A Escola de Pais Saudáveis visa, por um lado, promover a saúde das nossas crianças, o que terá certamente importante impacto no seu futuro. Por outro lado, assenta num forte trabalho de parceria, desde logo da autarquia com os responsáveis do estabelecimento de ensino e restante comunidade escolar, nomeadamente a Associação de Pais, envolvendo ainda outras dinâmicas locais, como é o caso do Arouca Agrícola e dos nossos produtores locais”, refere. “É assim um projeto que visa um futuro melhor, que valoriza e rentabiliza os recursos existentes a nível local em prol da sua comunidade”, acrescenta.
 
 Projeto "Escola de Pais Saudáveis", em Mansores
 
Projeto "Escola de Pais Saudáveis", em Mansores
 
Projeto "Escola de Pais Saidáveis", em Mansores
 
Calendarização

Escola Básica Serra da Vila | Duração de cada sessão: 40 minutos

::: 7 de março | 19h00
1.ª Sessão: O que é uma alimentação saudável?

::: 11 abril | 19h00
2.ª Sessão: Importância do Pequeno-almoço

::: 9 maio | 19h00
3.ª Sessão: Importância dos lanches escolares

::: 6 junho | 19h00
4.ª Sessão: Importância das refeições principais
 
 
Sobre o estudo “Obesidade em crianças do pré-escolar e 1.º ciclo de Arouca”

O estudo decorreu no ano letivo de 2013/2014 e envolveu 1179 crianças, com idades compreendidas entre os 3 e os 12 anos, de todas as escolas dos Agrupamentos de Arouca e de Escariz, bem como do Centro Paroquial e Social Santa Mafalda. Foi desenvolvido pela nutricionista Elodie Almeida, no âmbito de estágio na Câmara Municipal de Arouca.

Quanto aos resultados obtidos e segundo o critério da Organização Mundial de Saúde (OMS), a prevalência de excesso de peso em Arouca é elevada (33%), e 24,5% das crianças estão em risco cardiometabólico.

Relacionando a classificação de índice de massa corporal (IMC) com a localização geográfica da escola, observou-se que em Moldes e Serra da Vila (Mansores) têm, respetivamente, 51,2% e 50% de crianças com peso acima do normal, sendo, por essa razão, classificadas com pré-obesidade ou obesidade segundo a OMS. Também Canelas, Rossas e Ponte de Telhe têm entre 39,1% a 46% de crianças na mesma situação. Elodie Almeida alerta, contudo, para o facto de que o reduzido número de crianças em terras como Moldes e Serra da Vila ter influência no resultado final, nomeadamente a maior prevalência da pré-obesidade e obesidade registadas.

Os resultados deste estudo serão apresentados em detalhe, em maio próximo, no âmbito das atividades da iniciativa municipal “Maio - Mês do Coração”.